História

150 anos, fruto de um sonho do fundador Manoel Pedro Guedes, a Quinta da Aveleda produziu o seu primeiro vinho branco. Este vinho foi provado pelos principais críticos em Berlim e em Paris, ganhando de imediato o reconhecimento de qualidade com uma medalha de ouro e outra de prata. Assim nasceu esta empresa, com um vinho distinto e de grande qualidade.

150 anos mais tarde, a Aveleda tem mais sonhos concretizados, com histórias de êxito e alegria, inovação na sua forma de produzir vinho, cuidar da vinha, das suas pessoas e um crescimento sustentável, com base naquilo que a natureza oferece.

Vinho Verde

Vinho Verde não é um tipo de vinho ou uma cor. Também não quer dizer que a bebida não está madura. Mas então, o que é?

Vinho Verde é uma região demarcada. É uma das 14 regiões vitivinícolas de Portugal das quais também fazem parte Douro, Bairrada e Alentejo. Situa-se na região geográfica conhecida como Minho e Douro Litoral.

A origem exata do nome é desconhecida. A justificativa mais aceita tem a ver com o fato de ser uma região muito verde. Devido à sua proximidade do oceano Atlântico, à abundância de rios e riachos, assim como o clima ameno e a elevada precipitação, a região dos Vinhos Verdes é abundante em paisagens verdes. Desde florestas a campos, a região é muito fértil e o verde é a tonalidade predominante.

Os vinhos e a enologia da Aveleda

Os grandes vinhos surgem na vinha, onde o equilíbrio perfeito dos compostos e dos aromas é atingido. O conhecimento e experiência da viticultura e da enologia determinam com precisão o momento da vindima (colheita) de cada casta de uva. E só através das mãos de quem faz disto uma paixão, que se atinge o nível de exigência requerida.

Na Aveleda, convenções são desafios. Por isso, além dos excelentes blends e varietais, sua enologia criou também vinhos que apresentam uma boa evolução em garrafa, mantendo a elegância e acidez da casta, e tornando-se mais maduros e complexos à medida que o tempo passa.

Aveleda Alvarinho

É um vinho varietal peculiar, produzido com uvas de dois terroirs distintos na região dos Vinhos Verdes, o que confere uma personalidade única à esta casta, que é a rainha dos vinhos brancos Portugueses. Combina a estrutura rica e aveludada, típica desta uva, com a mineralidade e os aromas cítricos da sub-região. Um vinho branco muito equilibrado e elegante com deliciosas notas de maracujá e flores brancas.